Uma viagem pelo mundo do cinema com a Lisbon Film Orchestra

O Campo Pequeno teve uma noite diferente do habitual ao substituir os toiros por uma orquestra. A Lisbon Film Orchestra invadiu o Campo Pequeno para interpretar as bandas sonoras dos grandes filmes com uma orquestra sinfónica composta por 60 músicos, sob a batuta do Maestro Nuno de Sá, com as vozes de Lúcia Moniz, Bárbara Barradas e Margarida Encarnação, e com o humor de Carlos Moura.

TM_0895

Um dos concertos de Natal mais esperados do ano finalmente realizou-se no passado dia 14 pela Lisbon Film Orchestra, um concerto dedicadíssimo às bandas sonoras dos filmes, num local que se tornou num click um gigantesco ecrã de cinema, o Campo Pequeno . À maneira que o público ia chegando e ia observando o Campo Pequeno que estava muito diferente do habitual, grandes sorrisos nos rostos dos adultos e das crianças iam surgindo. Os músicos no backstage estavam todos a se preparar para o concerto e estavam com boas expectativas para o mesmo.

A orquestra começou por tocar o  “Odisseia do Espaço”, de seguida com o coro infantil da LFO, interpretaram o “Polar Express”. Entra no palco Carlos Moura, com o seu humor animava o público,  contando ‘histórias’ da vida real em comparação com os filmes, e com ele vieram a cena as músicas do “Forrest Gump”, “TM_0948Spider Man” e “Missão Impossível”. O humorista referiu que seria uma tarde fabulosa, só pelo facto do espectáculo em si levar o público para uma viagem pelo mundo do cinema. Bárbara Barradas, a primeira convidada da tarde, recebe toda a atenção ao interpretar o clássico  “Think of me” do “Fantasma da Ópera”, recebendo muitos assobios e aplausos por parte do público.  “Harry Potter” e “Super-Homem” foram as músicas que se seguiram. O público mostrava muito entusiasmo e boa disposição ao longo de cada música, não deixando de parte a sua opinião ao referir que os músicos, maestro, convidados e coro estavam a fazer um grande espectáculo.

Lúcia Moniz, a segunda convidada, veio ao palco para cantar “Um TM_1131amigo é um dom” do filme “Sininho” da Disney. De seguida a orquestra interpreta “Indiana Jones”.

De repente, a concertina da Orquestra, Ana Pereira, levanta-se  para tocar um solo de uma das músicas da banda sonora de “A Lista de Schindler”. Fortes aplausos surgiram após o som “limpo e elegante” da violinista. 

“Natal sem o «Sozinho em Casa» não é a mesma coisa”, assim afirmou Carlos Moura ao dar a vez à orquestra e ao coro infantil para interpretar uma das músicas do filme “Sozinho em Casa”. “Já Passou” do filme “Frozen” entrou no cenário, tendo sido interpretado pela Margarida Encarnação, a terceira e última convidada da tarde. A orquestra continuou a interpretar mais temas, desta vez dos filmes “Star Wars”, “Chicago” e “Piratas das Caraíbas”. A música dos “Piratas das Caraíbas” foi sem dúvida aquela que mais aplausos e assobios recebeu assim que os músicos pegaram nos instrumentos e começaram a tocar as primeiras notas.

TM_1256

E para quem gosta de dançar e cantar a orquestra, mais as 3 convidadas, o coro infantil e dançarinos encheram o campo pequeno com “Happy” de Pharrell Williams. O público cantava, dançava e batia palmas todo animado.

 No final do concerto o público aplaudia e    gritava “bravo” para o maestro, para os músicos, para o coro, para as convidadas, para o humorista,  para todos aqueles que proporcionaram  muita alegria, muita música, muitos  sorrisos naquela tarde fria de inverno.

 Para além deste espectáculo cinematográfico musical, a Lisbon Film Orchestra juntou-se a uma ação de solidariedade tendo como tema este ano “I Make a wish”, da associação “Make a Wish Portugal”, com intuito de proporcionar sorrisos e realização de sonhos de crianças doentes que passam por barreiras difíceis todos os dias. Assim, cada bilhete vendido, 0.50€ do preço do mesmo era a favor da realização dos desejos e sonhos destas crianças. No final, com o Campo Pequeno esgotado, conseguiram angariar 1.400€, e concluindo, o humorista da tarde salientou que o público foi um herói naquela tarde. “Vocês foram todos uns heróis mesmo sem querer. Uns heróis ao terem contribuído para a realização destes sorrisos e sonhos”, realçou Carlos Moura.

TM_0906

 

Texto: Laura Pinheiro

Fotos: Tiago Martinho

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s