O concerto que mais me marcou

Quando lancei este desafio já sabia perfeitamente sobre que concerto iria falar. Mas, com o passar do tempo e enquanto lia os textos dos meus colegas, fui-me apercebendo de que se calhar o concerto que mais marcou tinha sido outro.

Fui ao Alive de 2010 para ver uma só banda: Deftones. Tinha-os visto uns meses antes no Tivoli e gostei tanto que fiz questão de repetir a experiência. Mas, naquele 9 de julho, acabaria por ser outra banda a marcar a minha noite. Quando um atraso no voo dos Deftones atrasou também a hora do Meet & Greet, dei por mim com uma hora livre em pleno festival. Resolvi então ir espreitar o palco secundário, que estava a abarrotar. Eram os Gossip a razão de tanta afluência. Fiquei para ver e deixei-me convencer por aquele pop tão dançável e tão energético da banda de Beth Ditto. Marcou-me imenso não só porque não conhecia mas porque talvez se não tivesse sido aquele concerto eu ainda hoje vivesse na bolha da música mais pesada, onde é cool virar a cara ao pop ou gozar o indie. Do próprio concerto não me lembro de muita coisa, apenas de que estava tanta gente que eu nem via o palco nem os dois ecrãs ao lado dele e de que isso não fez diferença nenhuma, foi excelente ainda assim.

Texto por Teresa Colaço.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s